quarta-feira, 29 de março de 2017

0 último adeus a irmã Lídia Gomes!

Desde as primeiras horas do dia, desta terça-feira, 28, de março, que o corpo de Irmã Lídia Gomes, estava sendo levado no templo da Assembleia de Deus, na Praça João santos. O velório aconteceu o dia todo e a noite acontecendo o sepultamento nas primeiras horas desta quarta-feira, 29, no seminário do Olho aguinha.

Por ali passaram centenas de pessoas entre irmãos em Cristo, parentes e amigos para prestar uma justa homenagem a autentica serva do Senhor que assim como a Lídia da Macedônia, viveu contribuindo na obra de Deus, em muitas coisas, principalmente em hospedar, como testemunhou seus pastores.

A família de irmã Lídia, compareceu em peso em seu velório. Se irmão Afonso Gomes, que recebeu a notícia de seu falecimento desembarcando de um avião em Brasília onde mora, indo de São Luis, na manhã desta terça-feira, 28, teve que embarcar de volta para Teresina, num voo na noite desta quarta-feira, onde chegou as 4h da madrugada em Coelho Neto, onde acompanhou o restante do velório e até o sepultamento de sua irmã.

Os pastores; as irmãs membros do círculo de oração onde irmão Lídia fez parte chegando a ser líder, com lagrimas se despediram dela destacando a sua belíssima trajetória na contribuição à obra do Senhor.

A cerimônia fúnebre celebrada pelo Pastor Presidente da Assembleia de Deus, em Coelho Neto, Raimundo Nonato Branco, foi comovente. O pastor Marinho Bacelar destacou a trajetória de irmã Lídia numa breve biografia, enquanto a Igreja em peso chorava.

O cortejo fúnebre saindo do templo central seguiu até o cemitério do Olho Daguinha, onde ela foi sepultada.

Para o pastor João Evangelista que ao se pronunciar embargou a voz na emoção, Irmã Lídia deixa um legado de luta, fé devoção e mão aberta para a obra do Senhor. “Acompanhei Irmã Lídia de perto, e era uma grande parceria nossa em tudo, principalmente em hospedagem. Ele tinha prazer em hospedar, ” afirmar Reverendo Evangelista.








































       
    


Um comentário:

AddToAny