ALDEIAS ALTAS

ALDEIAS ALTAS

LEIDE TUR

LEIDE TUR

sábado, 7 de julho de 2018

Relembre os carrascos do Brasil em jogos da Copa do Mundo


Torcedores brasileiros sofreram com as proezas de Ghiggia, em 1950; a Zidane, em 1998, passando por Paolo Rossi, Cruijff, Caniggia e Sneijder, entre outros



Site Notícias do Dia. 

Quis o destino que o primeiro grande carrasco da seleção brasileira na história das Copas do Mundo surgisse justamente no torneio em que o Brasil era a sede pela primeira vez, em 1950. O atacante Ghiggia, ao marcar o segundo gol do Uruguai, aos 34 do segundo tempo, decretou a virada de 2 a 1 na final e impediu que o Brasil conquistasse o seu primeiro título mundial.
Gol de Ghiggia calou o Maracanã na Copa de 50

Apesar de ter feito fiasco nas duas primeiras edições, e de perder na semifinal da terceira Copa do Mundo, foi no 4º Mundial que o torcedor brasileiro mais sofreu até hoje. Depois de encantar o mundo com goleadas sobre a Suécia e a Espanha, o dia 16 de julho de 1950 ficou marcado para sempre como a derrota mais amarga para a nossa seleção até hoje. A derrota e a perda do título ficaram conhecidas como Maracanazo, o episódio que emudeceu o estádio, com um público de 199.854 torcedores.

A segunda e última vez que o Brasil esteve na final da Copa e perdeu o título foi em 1998, na França. Com a autoestima elevada após conquistar o título na Copa de 1994 e acabar com um jejum de 24 anos sem conquistar a Copa, o Brasil era favorito na decisão contra os donos da casa. Aí surgiu o craque Zidane, que marcou dois gols, liquidou o jogo e acabou com o sonho do pentacampeonato. O trauma da derrota por 3 a 0 (Petit marcou o terceiro) se agravou pelo fato de Ronaldo, na véspera da final, ter sofrido um ataque, que deixou em pânico a maior parte dos jogadores do Brasil. Ronaldo jogou a final, mas não apareceu.

Trauma com Paolo Rossi e Henry

Pelo menos mais dois jogadores na história das Copas provocaram uma grande tristeza nos torcedores brasileiros, em jogos que ficaram marcados pela nossa eliminação. O mais emblemático foi o italiano Paolo Rossi, que fez os três gols da Itália na vitória por 3 a 2 sobre o Brasil, no dia 5 de julho de 1982, na Copa disputada na Espanha.

O Brasil foi buscar o empate duas vezes, mas tomou o terceiro, aos 29 do segundo tempo, não evitou a derrota e acabou eliminado ainda na segunda fase do Mundial. O jogo ficou conhecido mundialmente como A tragédia do Sarriá, em referência ao local onde a partida foi disputada, em Barcelona.
A eliminação em 1982 foi muito dolorida porque o Brasil jogava um futebol que encantava o mundo, mas a de 2006 também foi traumatizante, por dois motivos: o Brasil vinha do pentacampeonato conquistado em 2002, na Copa disputada na Coréia do Sul e no Japão; e era a chance de vingar a derrota de 3 a 0 para a França na final de 1998. O Brasil vinha de três vitórias na fase de grupos, goleou Gana por 3 a 0 nas oitavas, mas acabou eliminado pela França nas quartas. Henry fez o único gol do jogo, aos 12 do segundo tempo, mas quem jogou demais foi novamente Zidane.  Dupla pôs fim ao nosso sonho do hexacampeonato.

Lista inclui Cruijff, Caniggia, Sneijder...

Com menor relevância, mas também estão na relação de carrascos do Brasil em Copas outros craques do futebol mundial. Um deles foi o meia atacante Cruijff, que comandou a Holanda na Copa de 1974 e fez o segundo gol da vitória por 2 a 0 diante do Brasil na segunda fase. O resultado tirou a nossa seleção da disputa do título, apesar de ser favorito, depois da brilhante conquista do tricampeonato no México, em 1970.

O argentino Caniggia destruiu as esperanças brasileiros de título ao fazer 1 a 0 e eliminar o Brasil nas oitavas, da Copa de 1990, na Itália. E o último carrasco que está presente na nossa memória é mais um holandês. O Brasil estava em vantagem, nas quartas de final da Copa de 2010, na África do Sul, mas Sneijder marcou duas vezes, decretou a nossa derrota e nos mandou de volta para casa mais cedo.

AS ELIMINAÇÕES
Jogos que nos tiraram da Copa
1930 – Iugoslávia 2 x 1 Brasil
1934 – Espanha 3 x 1 Brasil
1938 – Itália 2 x 1 Brasil
1950 – Brasil 1 x 2 Uruguai
1954 – Hungria 4 x 2 Brasil
1966 – Hungria 3 x 1 Brasil
1974 – Holanda 2 x 0 Brasil
1978 – Argentina 0 x 0 Brasil
1982 - Itália 3 x 2 Brasil
1986 – Brasil 1 (3) x (4) 1 França
1990 – Argentina 1 x 0 Brasil
1998 – França 3 x 0 Brasil
2006 – França 1 x 0 Brasil
2010 – Holanda 2 x 1 Brasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny